Nascido em Salvador (BA), iniciou ainda jovem seus estudos de violão. Gravou seu primeiro disco (Cláudio Menandro Interpreta) em 1986, interpretando clássicos do repertório erudito para violão. Em 1987, gravou seu segundo disco (Capelinha) - contracapa escrita pelo violonista Turíbio Santos - voltado exclusivamente para choros e valsas brasileiras. Em 2002, lançou um CD inteiramente autoral (Sombra e Água Fresca), com participação especial de Paulo Sérgio Santos e texto de apresentação assinado por Luís Otávio Braga. Em 2005, participou da programação do Ano do Brasil na França, fazendo cinco shows em Paris com o grupo Três no Choro. Em 2006, lançou seu segundo CD autoral (Descansado), com texto de apresentação de Paulo Bellinati e participação especial de Proveta. Em dezembro de 2006, lançou o CD Tributo a Waltel Branco, trabalho dedicado a sua obra violonística. Em junho/julho de 2007, fez uma turnê pelo Brasil com Paulo Moura, através do projeto Circular Brasil, que percorreu São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, Campinas e Recife. Em novembro de 2008, em Curitiba, publicou o livro de partituras A Obra Para Violão de Waltel Branco, sendo responsável pela escolha do repertório e revisão musical. Em 2010, durante a Oficina de Música de Curitiba, lançou o Choro Brasileiro, álbum de partituras com 50 composições suas, entre choros, baiões, valsas, polcas, maxixes, etc. Seu último trabalho publicado (janeiro/2012) foi o álbum de partituras 15 Estudos Para Violão, com texto de apresentação de Fábio Zanon.